terça-feira, 27 de junho de 2017

Fortaleza é derrotado após cinco jogos e termina na terceira posição


Gol do CSA foi marcado ainda no primeiro tempo da partida ( Gazeta de Alagoas )
23:12 · 26.06.2017 / atualizado às 23:16
Fortaleza foi ao Rei Pelé, em Maceió, enfrentar o CSA para disputar a liderança do Grupo A da Série C ao término da sétima rodada. E o Tricolor de Aço acabou sendo derrotado por 1 a 0, gol do atacante Gustavo
 
Com o revés fora de casa, o Leão terminou na terceira posição com os mesmos 13 pontos que havia iniciado a rodada. Já o CSA, assumiu a liderança ao alcançar os mesmos 14 pontos do Botafogo/PB, mas os alagoanos possuem um melhor saldo de gols em relação aos paraibanos. 
 
O próximo compromisso do Tricolor pela competição será diante do Confiança, domingo (2), no Presidente Vargasàs 18h. Vale mencionar que o Tricolor ainda não teve sua defesa vazada atuando como mandante na competição e conta com o bom retrospecto para se reabilitar imediatamente no certame. Já o CSA vai ao estádio Cornélio de Barros enfrentar o lanterna do grupo, Salgueiro, também no domingo (2), às 16h. 
 
Pouca criatividade
 
A primeira etapa se iniciou com diversas jogadas ríspidas em um gramado em péssimas condições e um árbitro que deixava o jogo correr. O técnico Paulo Bonamigo, a todo momento, tentava passar orientações ao lateral-direito Felipe e o polivalente Pablo. O comandante pedia a ambos que retornassem ao campo de defesa para auxiliarem no nascedouro das jogadas. A equipe se apresentava espaçada e abusando das bolas longas.
 
Aos 32 minutos da primeira etapa, Gustavo, que já havia acertado a trave de Marcelo Boeck em lance anterior, arriscou de fora da área após jogada confusa e bola rebatida e fez o único tento da noite.
 
Adalberto e Pedro Carmona, ainda sem ritmo de jogo, tiveram desempenhos medianos, o que impedia maior dinamismo nas ações ofensivas por parte do Tricolor. 
 
Segunda etapa
 
No segundo tempo, Bonamigo colocou o atacante Jô para tentar dar mais velocidade pelos lados à sua equipe. Mas o que se viu foi uma equipe sem aproximação das peças ofensivas e uma defesa espaçada. Os avantes do CSA não souberam aproveitar os espaços evidenciados em campo, e a partida continuava bastante pegada no setor de meio.
 
A única jogada de perigo que o Fortaleza conseguiu imprimir na etapa complementar foi a bola no travessão que Leandro Lima acertou em um tirambaço de fora da área.